25 de ago de 2011

Fazer sexo com um(a) amigo(a), será que isso dá certo?

A situação é até bastante comum por aí: na falta de um relacionamento fixo, a mulher acaba estabelecendo um “acordo” com um amigo próximo para suprir carências físicas relacionadas ao sexo. A famosa “amizade colorida”, como muita gente chama, é uma forma de manter a vida sexual ativa mesmo quando não temos um compromisso mais sério com ninguém.
Mas será que isso funciona? O filme “Sexo sem compromisso”, estrelado por Ashton Kutcher, tem o sexo entre amigos como tema central: um casal de amigos decide transar sem compromisso, apenas por diversão. Das telonas para a vida real, se você resolve transar com um amigo – seja algo combinado ou numa ocasião aleatória, como depois de uns drinks numa festa– é sempre bom tomar alguns cuidados.
Toda relação sexual, mesmo aquelas sem compromisso, envolvem uma aproximação afetiva especialmente para as mulheres. Para as mulheres, o sexo é uma entrega; enquanto os homens conseguem racionalizar melhor essa situação, nós temos mais dificuldade em fazer sexo sem nenhum grau de envolvimento. E quando o parceiro escolhido é um grande amigo, o envolvimento pode ser ainda maior. A proximidade e afinidade que já tinham antes podem se mostrar ainda mais intensas na cama – e daí para uma paixão avassaladora o caminho é bem mais curto. O grande problema nem é este, mas quando essa paixão não é correspondida. As chances de estragar a amizade nestes casos são enormes – e aí você fica sem parceiro na cama e sem o seu melhor amigo também. Mas como em relacionamentos não existem regras, vale uma lida nesse post: sexo sem compromisso não faz mal à ninguém.
fonte: Vila Mulher

Postagens populares

Twitter

 
Cantinho da Mah Morenah | por Templates e Acessórios ©2010